VIOLÊNCIA NO FUTEBOL

A sociedade mundial se encontra num estágio de grande desenvolvimento, onde a busca de uma condição melhor de emprego, de uma posição de destaque em qualquer setor, faz com que as disputas sejam muito acirradas, muitas vezes desleais, onde predomina a postura do “cada um por si”.

fonte: pixabay

Vivendo em uma sociedade tão injusta, principalmente aos mais carentes, o surgimento da violência seria inevitável.  Essa violência atinge todos os ramos da sociedade e alcança índices alarmantes e quase incontroláveis.

Como todos os setores da sociedade estão envolvidos com a violência, o Esporte não poderia ser exceção.  No Esporte pode-se dividir a violência em dois aspectos, dentro dos campos e quadras, isto é, provocada por atletas, técnicos e todos aqueles envolvidos diretamente com o espetáculo esportivo e das torcidas, esta ocorrendo ultimamente com maior frequência, principalmente no futebol e em especial com as torcidas organizadas.

As torcidas organizadas provocam um ato de horror tão grande, que os verdadeiros torcedores – aqueles que vão ao estádio apenas para torcer, nada mais -, estão se afastando do futebol.  Com isso o prejuízo para essa modalidade esportiva é incalculável, não somente no aspecto financeiro, pois o advento do televisionamento dos jogos poderia cobrir esse lado, mas sim, ao espetáculo esportivo e ao desenvolvimento do futebol.

.

.

Por Fabio Cunha
* Técnico de Futebol; Coordenador Técnico da A. D. Guarulhos; Professor da Faculdade de Educação Física da Unifieo; Mestre em Ciências do Movimento (UnG); Pós-graduado em Metodologia da Aprendizagem e Treinamento do Futebol (UGF); Pós-graduado em Psicologia Esportiva (UCB); Pós-graduado em Treinamento, Técnicas e Táticas Esportivas (Fac. Pitágoras) e Bacharel em Esporte com Habilitação em Treinamento em Futebol (USP). Autor dos livros: Torcidas no futebol: espetáculo ou vandalismo? e Técnico de futebol: a arte de comandar. Palestrante em cursos, seminários e congressos em todo o Brasil.

.

.

.